quinta-feira, 23 de julho de 2015

Massa de acabamento!


 Pessoal,
Nos dias 3 a 5/07/15 fiquei trabalhando no Piá. Fiz uma arrumação e coloquei para fora do armário todas as resinas que tinha para verificar a quantidade e validade. Foi bom, por que percebi que a massa de acabamento da EpoxyFiber já estava para vencer em agosto. Então, resolvi testá-la. Uma tarefa que estou enrolando faz alguns meses. Para minha surpresa ao abrir a tampa, percebi forte cheiro de formol!! Não sou químico, mas acho que formol não era para ter neste produto. Ficava difícil até de respirar. A massa foi aplicada nas prateleira do armário do banheiro, que ainda não colei para poder trabalhar na bancada. Foi a melhor coisa que fiz, pois a lixagem é muito difícil e muito mais trabalhosa quando a peça está colada. Nos cantos nunca se consegue lixar. Apesar que hoje em dia já existe uma máquina que lixa nos cantos. Nem sei o preço, mas vou procurar saber. 
Apliquei a massa também nas paredes do banheiro. No entanto, achei muito difícil de lixar com a roto orbital. Parece que ela apenas arranha a massa. Na bancada acabei usando a lixadeira de cinta. Que foi espetacular, mas é preciso muita atenção para não comer demais a massa e passar para madeira.
Abaixo, estão algumas fotos das peças e parede do banheiro com a massa. O resultado foi muito bom. Mas, acho que terei que comprar uma lixadeira/politriz industrial de disco. Pois, na mão e na roto orbital não será viável.
Na próxima ida irei testar a resina Isoftálica, para laminar a base do motor no casco. Com esta atividade será mais uma experiência com resina, que ainda não utilizei. Assim, como a massa de acabamento espero que dê tudo certo.

Foto 1 - Prateleiras do armário do banheiro.

Foto 2 - Prateleiras do armário do banheiro.

segunda-feira, 8 de junho de 2015

Base do motor, estruturas das camas e estrutura do telescópio do leme.

Neste feriado, fiz trabalhos nestas 3 atividades. Mas, infelizmente não terminei nenhuma. E pra ajudar, acabei esqueçendo a balança de precisão para pesar a resina. Desta forma, não me arrisquei em fazer colagem ou impregnação sem pesagem. Acabei deixando esta, que era a tarefa principal de lado.
Lixei as peças das camas que já tinham uma primeira demão de epoxi. E furei com a serra copo as passagens de ar na tampa da cama de BB, que segura os colchões. Fiz os cortes das tampas dos armários embaixo das camas da sala. Os moldes de papel das camas para a confecção dos colchões. Agora, só falta a cama de popa, para fazer o molde. Mas, antes dela ficar pronta a base do motor precisa estar colada.
Fiz alguns cortes na base do motor, para ajustar ao casco. Mas, ou eu sou zarolho ou não tenho uma visão 3D bem definida! kkkk Ficou meio inclinada ainda, achei melhor dar uma pausa para pensar no que estou fazendo. Preciso comprar manta 450gr/m2 e resina de poliester para ficar igual ao casco.
Fiz poucas fotos e estão com excesso de luz solar, afinal este feriadão foi muito ensolarado.



foto 1 - Estrutura das camas de BB, estão niveladas no lugar e aparafusadas. Mas, sem a balança não tive coragem de colar.


Foto 2 - Outra vista...


Foto 3 - Vista aérea!!
Abraços

sábado, 2 de maio de 2015

Camas da Sala.

Trabalhos da sala. Cama de boreste e as duas camas de bombordo. A cama de boreste ficará com o tanque de água embutido. Resolvi não fazer removível, como sugeriu o Jadyr. Pois, diminuiria muito o volume útil neste tanque. Assim, fiz integrado ao casco conforme o projeto. 




Foto 1 - Utilizei tábuas com ângulos retos bem "calibrados" para usar de gabarito na colagem das seções, e garantir o ângulo correto das seções da cama.


Foto 2 - Vista de cima com os gabaritos pregados, as seções foram coladas ao casco e não à ripa.



Foto 3 - Outra vista da cama de boreste.


Foto 4 - Agora a cama de boreste recebe as ripas de reforço nas seções, para colar a frente e tampa do tanque.



Foto 5 - Camas de bombordo, ajustadas ao casco e niveladas.



Foto 6 - Outra vista das camas.


Foto 7 - E mais...



Foto 8 - E mais...




foto 9 - Agora sim coladas ao casco com filete e centralizadas pelas ripas que só foram aparafusadas.


Foto 10 - Coladas...

Foto 11 - Vista geral da sala com as estruturas das camas coladas, 4 dias de trabalhos para este resultado. Mas, ainda não acabou os tampos estão prontos e resinados. Faltando as frentes das camas acabamentos e pintura. 

Abraços 

Leme e Telescópio do leme!


O leme foi feito de compensado de 25 mm naval, pois foi sobra da carreta de encalhe do Piá. Com mais duas chapas de 10 mm de cada lado. Ficando no total com 45 mm de espessura como o eixo é de 50 mm irei completar com duas chapas de 6 mm para terminar e aplainar. Por enquanto, fica assim até soldar as dobradiças do eixo no lugar dele e então colar a ultima chapa de compensado e laminar o tecido. Por ultimo, emassar e pintar.



Foto 1 - Leme esculpido na tupia de mão, já no formato final.


Foto 2 - Leme com o eixo no lugar, foi preciso uma passada da serra circular para alargar à largura do eixo.


Foto 3 - idem.



Foto 4 - Impregnação do leme para conservá-lo, pois a umidade de Paraty estraga qualquer compensado em dias. Ao lado o fundo da caixa de âncora.



Foto 5 - Na mesa o PVC e tábua de suporte do telescópio de leme. Preparação para laminação de 5 camadas de 450 gr/cm2 de tecido biaxial.


Foto 6 - Outra vista da mesa, já na posição de laminação, com a tábua de suporte do telescópio por baixo para aproveitar a resina que cai neste processo de laminação. Um sarrafo passando por dentro do PVC para facilitar o giro durante a laminação. Depois, a tábua já fica impregnada com as sobras da resina.



Foto 7 - Telescópio laminado e tábua de suporte já impregnada, esperando a catalisação.




Foto 8 - Tábua de suporte do telescópio já no seu lugar definitivo, após feito o encaixe na trincaniz para dar maior resistência ao conjunto.


Foto 9 - Alguns amigos riram, mas foi simples e deu bom resultado. Cortei um pedaço do PVC do telescópio para fazer uma projeção do circulo dele no piso do casco que possui 2 ângulos diferentes. Assim, fiz um ângulo igual a inclinação interna do casco e um plano no topo. Foi simples e eficiente! Depois, foi só marcar com caneta o casco.


Foto 10 - Depois, furei no circulo desenhado, já que cortar com outra ferramentas como serra copo e tico tico fica dificil com um plano inclinado.


Foto 11 - Ficando assim depois de todo furado.


Foto 12 - Com a ajuda do formão, tico-tico e lima, muita limada o furo começa a ficar circular.



Foto 13 - Furo pronto, mas faltando ajuste para o telescópio passar justo.



Foto 14 - Pronto o telescópio visto de fora, para minha vista ficou bem no centro da linha proa-popa.



Foto 15 - Telescópio no lugar ajustado e alinhado na vertical, porém ainda não está colado.

Foto 16 - agora sim a base dele foi colada no casco.
Abraços

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Serviços gerais!

Nestas tarefas mais gerais fiz de tudo um pouco, até organização e limpeza da área de trabalho. Algumas tarefas que não registrei em fotos foram: terminar de colar os 4 parafusos das hastilhas, para liberar novas frentes de serviço que são as camas de bombordo e hidráulica. Lixamento da caixa de âncora e armário de proa, do banheiro e anteparas A e B. E colagem de algumas ripas de armários, como na mesa de navegação, pia do banheiro.


Foto 1 - colagem final dos compensados do leme, fiz ele neste estágio da obra para aproveitar um compensado de 25 mm que estava sobrando. Como em Paraty com uma umidade maior que a amazônica, que chega fácil aos 3.300 mm/ano de chuvas. Tudo vira limo, musgo ou fungo!!! Para não perder este compensado naval de 25 mm resolvi transformá-lo em leme.


Foto 2 - Seções 5 e 6 das camas de bombordo, prefiro lixar e resinar na bancada. A coluna agradeçe!! vou lixar novamente, e emassar com massa de acabamento para deixar melhor a qualidade do acabamento. Depois, colarei, para somente no final pintar de branco.
Mesmo dentro dos armários pretendo pintar de branco, para melhorar a visibilidade das coisas. 


Foto 3 - Ripa da cama de boreste, entre outras ripas que colei.

Foto 4 - A base do motor foi colocada no lugar aproximado. Fiz algumas medições, mas bateu uma insegurança em terminar de marcar a posição e tentar cortar a base para nivelar. Vou verificar mais o posicionamento da base no casco. Fiz 2 furos no casco, um no local do corte da passagem da rabeta e outro no centro do eixo do leme. Os furos foram feitos com furadeira, com diâmetro de 10 mm. A intensão era garantir a orientação dos cortes no casco. O resultado foi bom, ambos os furos ficaram na linha de centro, que é mais de ver no lago externo do casco. Agora só falta confirmar a posição ao longo do eixo proa-popa.

Trabalhando na Proa!


Nesta semana, fiquei direto no estaleiro do Sindicato Paraty. Foi pesado e já tinha perdido o ritmo. Trabalhar por temporadas é mais cansativo. Perdesse o preparo físico rapidamente!
Mas, em uma semana o rendimento foi muito bom. Algumas atividades que fiz, acabei por não registrar em fotos. Algumas pelo cansaço, talvez pela sugeira e pó que poderiam estragar a máquina e principalmente por esquecimento. Terminava uma tarefa e já partia pra outra e esquecia a foto.
Concentração total!! kkkk
Fiz tarefas em várias partes do Piá, mas estou priorizando a proa. Para começar a finalizar no sentido proa - popa. Pois, de outra maneira a gente acaba se perdendo nas tarefas e as entregas começam a atrasar. Assim, esta postagem mostra os trabalhos na proa e os demais tarefas postarei à parte.



Foto 1 - Fiz o bico da proa com um rebaixo para encaixar a tábua de 16mm da estrutura do convés.


Foto 2 - Colei o vau da seção 2 da proa, já com os encaixes das outras estruturas. O projeto não mostra se a junção é apenas com resina de colagem, com parafusos ou encaixes. Optei por fazer encaixe colocar parafusos inox em tudo. Seguro morreu de velho!!! 


Foto 3 - Estrutura do teto ou convés da cabine de proa somente encaixada. Não colei estas peças, até ter certeza do nivelamento com as demais estruturas do convés nas anteparas. E tb, por não ter feito o vau da seção 1, que ajuda na sustentação da gaiuta. Utilizei a gaiuta para medir na mesa o tamanho exato.



Foto 4 - Nivelamento das peças da estrutura da proa, faltando um ajuste fino para nivelar a estrutura da gaiuta com a tábua da proa.


Foto 5 - Estrutura da gaiuta está nivelada.


Foto 6 - Estrutura da gaiuta foi colada e parafusada.

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Motor? Já???

Tem gente que diz que sorte não existe, só trabalho duro!! kkkk Ledo engano!
Como sempre, temos que andar com quem tem sorte, assim sobra um pouco pra gente também. Nestas férias de verão não trabalhei nada no Piá. Até que eu tentei. Mas, o calor de mais de 40°C e a umidade alta literalmente impediram qualquer tentativa de esforço. Só de preparar as ferramentas e os materiais já estava todo suado e molhado. O óculos caiam a toda hora do rosto, a máscara não deixava passar o ar de tanto suor, as peças de madeira ficavam todas molhadas, a roupa grudava e não dava mobilidade e por fim, toda a sujeira grudava no corpo. Bem, resolvi somente aproveitar as praias e cachoeiras de Paraty com as crianças e a Almiranta, e deixar o Piá para depois do carnaval.
Mas, isso não quer dizer que não fiz nada pro Piá. Depois do réveillon fui visitar alguns amigos de sorte e acabei tendo um bom presentão de ano novo. Fiquei com os nossos amigos do Augenblick, Jadyr e Elfride por alguns dias. Fizemos bons passeios em Sampa, para matar a saudades da terra natal da minha filha. Fomos ao Mercado Municipal comer o famoso pastel de Bacalhau e tomar uns chopps. Depois, compramos, no Brás, os tecidos dos colchões, almofadas e colchonetes para o cockpit. A almiranta é que escolheu tudo, afinal ela é a designer de interiores. 
No dia seguinte, fui acompanhar o Jadyr na entrega da rabeta do novo motor (Yanmar de rabeta) do Augenblick que estava em reforma no Guarujá, na revenda da Volvo. Conversa vai e conversa vem com o pessoal delá e descobrimos que o motor novo custa uma quantia... Bem, desanimadora!!! 
Mas, como ando com gente de sorte! Continuamos conversando, afinal o pessoal da Volvo é espetacular no atendimento. Sem querer fazer propaganda enganosa, são mesmo ótimos!! E acabamos descobrindo um motor italiano quase novo, por lá. O resultado desta visita para acompanhar o Jadyr está no vídeo abaixo, quando testaram o motor de rabeta. 
É isso, o Piá não tem camas, mas já tem motor. Uma oportunidade destas eu não podia perder, agora tô apertado $$$ pro resto do ano.
Mas, valeu!!! Agora é meter a cara na marcenaria!!!
Depois do carnaval voltaremos aos trabalhos...
Abraços
video